Editora Coerência » Arquivos » O Mundo Fantástico de R.F.Lucchetti 
  • Autor: Organizadora Camila Kaihatsu
  • Edição: 1
  • Ano: 2018
  • Gênero: Antologia
  • Páginas:
  • Idioma:
  • O Mundo Fantástico de R.F.Lucchetti

    Sinopse

    O MUNDO FANTÁSTICO DE R. F. LUCCHETTI

    Marco Aurélio Lucchetti

     

    Rubens Francisco Lucchetti, ou simplesmente R. F. Lucchetti, como é mais conhecido, nasceu em Santa Rita do Passa Quatro, pequena cidade do estado de São Paulo, em 29 de janeiro de 1930.

    Ele é um autodidata que, desde outubro de 1942, quando foi publicado seu primeiro texto, “A Única Testemunha”, vem se dedicando a escrever principalmente histórias de alguns gêneros pouco cultivados pelos autores do nosso país: Detetive & Mistério, Horror e Suspense.

    Escreveu cerca de cem obras autorais (muitas delas ainda se encontram inéditas), que, a partir de 2014, começaram a ser republicadas em suas versões integrais.

    Escreveu também inúmeros seriados de rádio, mais de cinquenta scripts para a televisão e cerca de três dezenas de roteiros para filmes. Seu atual parceiro no Cinema é Ivan Cardoso, para quem roteirizou os premiadíssimos O Segredo da Múmia (1982) e As Sete Vampiras (1986).

    Graças ao curta-metragem O Papa da Pulp: R. F. Lucchetti – Faces e Disfarces (1999-2002), realizado pelo cineasta Carlos Adriano, tornou-se conhecido como “o Papa da Pulp”.

    É oportuno destacar que R. F. Lucchetti foi um dos poucos autores brasileiros a escrever histórias essencialmente pulp. E devemos lembrar que pulp não é um gênero literário. É, sim, um tipo de publicação. Ou seja, é uma revista com inúmeras ilustrações e cujas histórias têm a característica de a ação se sobrepujar o enredo.

    1. F. Lucchetti não aprecia ser chamado de escritor. Prefere se definir como um ficcionista. Pois, segundo suas próprias palavras, o que escreve são “ficções, isto é, inverdades, que não têm relação alguma com o mundo real”. Ele também costuma dizer: “Eu não vivo no mundo real. Habito um universo povoado por múmias, vampiros, lobisomens, monstros criados por cientistas desequilibrados, seres vindos do Além, fantasmas, damas fatais, detetives particulares, mulheres misteriosas. Em meu mundo, é sempre noite e as ruas são becos mal iluminados e encobertos por um eterno nevoeiro. Em meu mundo, o mistério se esconde em cada esquina.”

    Esse é o mundo fantástico de R. F. Lucchetti.

    C . B . Kaihatsu
    C. B. Kaihatsu Natural de Campinas e paulinense de coração, C. B. Kaihatsu é escritora, poetisa, bailarina clássica com certificações da Royal Academy of Dance e também de jazz, engenheira de controle e automação e colunista cultural do Jornal Tribuna de Paulínia e do site CultEcléticos. Participou em 2015 da antologia O Corvo: Um livro Colaborativo, com o poema Pombo-Correio Da Meia-Noite, pela editora Empíreo. Em 2016, lançou o livro de poemas Retalhos: Almas em Versos na 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, também pela editora Empíreo. Possui ainda publicações técnicas: dois resumos expandidos nos anais do CIIC – Congresso Interinstitucional de Iniciação Científica e um artigo científico no Brazilian Journal of Food. Fã de Fórmula 1, já colaborou com artigos para o blog F1 – Fórmula 1. Idealizadora do projeto literário Sociedade dos Corvos.